A boneca de Vasalisa, que aparece nos vídeos das Clarissas, foi consagrada junto à fogueira de um círculo de mulheres incrível do Despertar Feminino!

As bonecas são um dos tesouros simbólicos da natureza instintiva.
Durante séculos, os seres humanos tiveram a sensação de que das bonecas emanava algo de sagrado e eram providas de grande poder espiritual. Acredita-se que as bonecas sejam impregnadas de vida por quem as criou. Elas são usadas em ritos, rituais, vodus, feitiços de amor, etc. Elas são empregadas como símbolos de autoridade e talismãs para lembrar à pessoa da sua própria força.

A boneca representa a “pequena vida”. Existe nela um pequeno fragmento da alma que possui todo o conhecimento do Self maior. Na boneca está a voz, em miniatura, da velha “La Que Sabé”, Aquela Que Sabe.

A boneca está relacionada aos símbolos do duende, do elfo, da fada e dos anões. Nos contos de fadas, eles representam uma profunda pulsação de sabedoria dentro da cultura da psique. São eles aquelas criaturas que continuam o trabalho interior e prudente, que são incansáveis. Eles estão trabalhando mesmo quando nós adormecemos, especialmente quando estamos dormindo, mesmo quando não temos plena consciência do papel que estamos desempenhando.
A boneca assemelha-se ao passarinho dos contos de fadas que vem sussurrar no ouvido da heroína, revelando o inimigo oculto e a atitude a tomar diante da situação.

Dessa forma, a boneca representa o espírito interior das mulheres: a voz da intuição, do conhecimento e da conscientização íntima.

Gisele Endrigo

(Clarissa Pinkola Estés. “Mulheres que correm com lobos”)

#clarissas
#mulheresquecorremcomoslobos
#clarissapinkolaestes
#clarissasrespondem
#vasalisa #babayaga
#intuição
#falecomclarissas
#sagradofeminino
#contosdefadas
#circulodemulheres
#despertarfeminino
#autoconhecimento

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *