Sobre Mulheres que Correm com os Lobos e ser uma das Clarissas

“A mulher que se cura tem o poder dentro de si. E esse poder não é uma ferramenta de guerra, mas de amor. Através dele, ela vai espalhar o remédio pelo mundo – sanando todo mal e dor na face da Mãe Terra.” (Carulina Costa)

Eu me formei jornalista no ano de 2000, na FIAM, em São Paulo. 

Na época da faculdade, trabalhei na revista Veja e hoje sou sócia do Jornal do Trem & Folha do Ônibus, além de assessora de imprensa das Clarissas.

Também sou aluna do curso de Formação de Focalizadoras de Círculos de Mulheres, idealizado
pela Tamaris Fontanella, do Instituto Despertar Feminino.

O mergulho no Sagrado Feminino é um mergulho sem volta. Depois que entendi a profundidade das minhas cicatrizes e o trabalho que precisaria ser feito para curar todas elas, percebi que precisava transmitir essa semente para outras pessoas – mulheres e homens também (por que não?!).

Sendo assim, hoje eu começo a perceber que o meu caminho vai ser trilhado mais na fusão entre os Sagrados – Feminino e Masculino. As duas forças que quando estão equilibradas fazem somente bem para todos os seres e para toda a natureza.

Artigos da nossa Carulina Clarissa